Câmara Municipal participa do 5º Mutirão da Prefeitura

por Manuela Queiroz Isaac publicado 12/08/2017 16h25, última modificação 14/08/2017 13h19

O presidente da Câmara Municipal, vereador Andrey Azeredo (PMDB), participou, na manhã de hoje, da abertura do 5º Mutirão da Prefeitura de Goiânia. A frente de serviços está sendo realizada na Região Sudoeste da Capital. Os atendimentos seguem até domingo ao meio dia.

Andrey participou, junto com o prefeito Iris Rezende e vários vereadores, do tradicional hasteamento de bandeiras da abertura do Mutirão. A solenidade aconteceu na sede do evento, onde estão as tendas da Prefeitura, na Avenida César Lattes com a Avenida Vasco dos Reis, no Setor Novo Horizonte. Obras na região também foram visitadas, como o Ciams Novo Horizonte, que recebe reformas para o funcionamento 24 horas. O vereador Andrey Azeredo solicitou, por meio de requerimento em abril, o retorno das atividades em tempo integral para a comunidade. 

"Além de visitar os estandes das secretarias da prefeitura, estivemos, junto com a comitiva do prefeito Iris Rezende na reforma do CIAMS do Novo Horizonte, obra em que me comprometi a batalhar e acompanhar, durante a campanha. O CIAMS voltará a funcionar 24h após reforma nos setores de urgência e emergência. Vistoriamos, ainda, as reformas na Escola Municipal Percival Xavier e CMEI Vila União. O Mutirão não para, a tarde estaremos em outros bairros da região Sudoeste", destacou o presidente da Casa, vereador Andrey Azeredo. 

Participaram das atividades os vereadores Welington Peixoto, Kleybe Morais, Juarez Lopes, Clécio Alves, Jair Diamantino, Felisberto Tavares, Anderson Sales, Anselmo Pereira, Gustavo Cruvinel, Paulo Magalhaes e vereadora Leia Klebia. Os vereadores Emilson Pereira, Rogério Cruz, Tiãozinho Porto e Vinícius Cirqueira também acompanharam a comitiva dos parlamentares. Durante os dias de Mutirão, a população terá acesso a atendimentos e orientações nas áreas de saúde, educação, direitos humanos, beleza, jurídicos, meio ambiente, assistência social e emissão de documentos, além das atividades culturais e os trabalhos realizados nos bairros da região nas áreas de urbanização e infraestrutura. Nas 4 edições anteriores, a frente de serviços fez, em média, 50 mil atendimentos.