Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara realiza segundo encontro de valorização da mulher

Câmara realiza segundo encontro de valorização da mulher

por Manuela-qi — publicado 20/04/2017 21h22, última modificação 20/04/2017 21h22

Para contribuir com a desconstrução da cultura machista e comemorar o Dia Nacional da Mulher, celebrado em 30 de abril, a Câmara Municipal de Goiânia promove na próxima sexta-feira, 28, como parte da série de ações da campanha “NÃO VAI TER PSIU!”, o segundo "Encontro em defesa e valorização da mulher". O evento é uma iniciativa da Presidência da Casa, aberto para a comunidade e acontecerá das 9h às 11h no Auditório Carlos Eurico com a participação de palestrantes convidadas e das cinco vereadoras da Casa: Dra. Cristina, Léia Klébia, Priscilla Tejota, Sabrina Garcêz e Tatiana Lemos. A 

A comissão organizadora está fazendo os acertos finais para o evento, que será aberto pelo presidente da Câmara, vereador Andrey Azeredo. Haverá palestras da titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), Ana Elisa Gomes Martins, e da cientista social e doutoranda em Sociologia, Uianã Cordeiro Cruvinel Borges. Os participantes poderão fazer perguntas e opinar livremente após a exposição das convidadas. 

Causa Nobre

O Encontro é parte integrante do cronograma de ações mensais da campanha em defesa da mulher "NÃO VAI TER PSIU!”, lançada em 1º de março pela presidência da Casa e que acontecerá durante todo o ano. O presidente Andrey Azeredo, idealizador da campanha, considera a causa nobre e acredita que “estamos contribuindo efetivamente para uma sociedade igualitária sem privilégios de gênero. Não é fácil combater a cultura machista, enraizada no Brasil e no mundo, mas é um dever. A Câmara está empenhada em fazer a parte dela, que é de debater, jogar luz sobre o problema, buscar soluções e estimular as mudanças de comportamento. O primeiro Encontro, realizado em 30 de fevereiro, foi um sucesso de público e de qualidade dos debates e sentimos uma receptividade enorme dos servidores da Casa e da sociedade. Estamos no caminho certo”.

Dia Nacional da Mulher

A data foi instituída em 9 de junho de 1980 como homenagem à enfermeira Jerônima Mesquita, corajosa líder feminista que foi uma das fundadoras da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino (FBPF), pioneira na luta sufragista e que também participou da criação do Conselho Nacional das Mulheres. Jerônima nasceu em 30 de abril de 1880 (daí a escolha da data do Dia Nacional da Mulher) em Leopoldina (MG), participou da fundação da Cruz Vermelha no Brasil (organização que dava assistência aos doentes e refugiados) e foi voluntária da instituição em Paris durante a 1ª Guerra Mundial.