Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores decidem acabar com o Bloco Juntos por Goiânia

Vereadores decidem acabar com o Bloco Juntos por Goiânia

por Antonio Ribeiro dos Santos publicado 20/04/2017 12h35, última modificação 20/04/2017 12h32

O vereador Welligton Peixoto (PMDB) comunicou hoje (20) ao plenário da Câmara a extinção do chamado Bloco Juntos por Goiânia, em que participavam também Alysson Lima (PRB), Juarez Lopes (PRTB), Rogério Cruz (PRB), Tatiana Lemos (PC do B) e Zander Fábio (PEN). 

Em fevereiro, 31 dos 35 vereadores criaram quatro blocos parlamentares na Casa, compostos por diversos partidos. São eles, Pró-Goiânia, com seis membros, Frente Parlamentar Independente (9 membros), com 10 participantes Por uma Goiânia Melhor e o Juntos por Goiânia (seis membros). Apenas quatro vereadores não quiseram se aliar a nenhum dos blocos. São eles, Andrey Azeredo (PMDB), Clécio Alves (PMDB), Edson Automóveis (PMN) e Izidio Alves (PR).

Ao justificar a dissolução do Bloco Welligton Peixoto disse que vários fatores teriam contribuído para o fim do Juntos por Goiânia. "Não tínhamos, por exemplo, um acordo para votação das matérias, tempo de liderança e o problema das questões partidárias, já que o grupo era formado vereadores de cinco partidos diferentes. Não havia sintonia de atuação política objetiva", explicou.

O vereador disse também que cada um continuará com o seu trabalho voltado aos interesses de Goiânia, "independente de pertencer ou não a bloco parlamentar. Ou seja, vamos trabalhar pela nossa comunidade cada um a seu modo", concluiu.