Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / 2018 será o ano dos grandes debates metropolitanos, diz Andrey Azeredo

2018 será o ano dos grandes debates metropolitanos, diz Andrey Azeredo

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 28/12/2017 19h22, última modificação 28/12/2017 19h22

    Nos últimos dias deste primeiro ano como presidente da Câmara Municipal de Goiânia, o vereador Andrey Azeredo (MDB), após apresentar um balanço que demonstrou que a Casa teve uma gestão austera e responsável, declarou que 2018 será, principalmente, o ano dos grandes debates sobre a organização da Região Metropolitana da Capital no Legislativo.  

 

     Em 21 de dezembro, durante a última Sessão Plenária do ano, Andrey apresentou o balanço dos recursos e das ações desenvolvidas na Casa em 2017. Além do detalhamento feito por ele na tribuna, também foram distribuídos, para todos os vereadores e para a imprensa, um relatório contendo os dados do balanço.

 

      “Tivemos um ano de trabalho intenso. A Câmara e todos os parlamentares realizaram ações em conjunto com a sociedade para conhecer profundamente as demandas do município, fiscalizar  e apresentar alternativas para auxiliar o Executivo na administração da cidade”, afirmou o presidente. Na opinião dele, 2017 foi o tempo de conhecer e organizar a Casa e em 2018 a Câmara lidará com desafios ainda maiores. “Teremos os debates sobre o Plano Diretor da Cidade. Ouviremos a população e profissionais gabaritados sobre cada detalhe do texto. Vamos fazer a melhor análise possível e depois votaremos normas que determinarão que tipo de Goiânia queremos para agora e para os próximos 10 anos e mais. Também estudaremos com afinco a questão dos aplicativos de transporte, o Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana e muitos outros temas que afetam diretamente a vida de todos. É imensa a responsabilidade desta Casa e nós a honraremos”, garantiu o presidente.   

 

     Câmara produtiva e eficiente  

 

     Na Câmara, destacaram-se em 2017 a assiduidade dos vereadores acima da média; todas as sessões, com exceção de uma (quando os parlamentares foram acompanhar uma reunião da CDTC) foram realizadas com votações; foram economizados R$ 17 milhões de seu orçamento (duodécimo) que foram devolvidos à Prefeitura; foi implantado o novo portal da Casa na internet, mais acessível e completo; foram reorganizados os contratos vigentes; foi adotado o sistema de pregões eletrônicos para todas as licitações, o que propiciou mais concorrência entre os participantes e garantiu melhores preços; foi montada uma comissão para a realização de concurso público; foram convocados 42 candidatos aprovados remanescentes do certame de 2006; foi assinado convênio com a TV Assembléia para transmissão compartilhada da TV Câmara no canal aberto 61.2 e foi feita a regularização e a regulamentação do uso dos veículos, dentre outras iniciativas. 

 

      Comunicação e transparência 

 

     E mais: foi reativada a Ouvidoria,  foram adquiridos 100 novos computadores, foram realizados 369 processos administrativos e 24 atividades culturais, foram apresentados 533 projetos de leis, 46 projetos de leis complementares, 50 de decretos legislativos, 26 de resolução, 16 de emendas à Lei Orgânica, 70 vetos, 22.944 requerimentos e 61 audiências públicas, dentre outros. A comunicação da Câmara foi aprimorada com a cobertura externa e interna das reuniões e atividades das comissões e com nova programação, e o novo site da Casa passou a exibir vídeo – reportagens dos vereadores e teve o número de notícias aumentado. 


Com informações da assessoria de imprensa da Presidência
registrado em: