Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Andrey Azeredo é homenageado pelo Conselho Regional de Contabilidade pela gestão austera e transparente na Câmara Municipal

Andrey Azeredo é homenageado pelo Conselho Regional de Contabilidade pela gestão austera e transparente na Câmara Municipal

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 21/06/2018 20h00, última modificação 21/06/2018 20h00

Devido à gestão austera, planejada e transparente com que o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Andrey Azeredo (MDB), administra o Legislativo da Capital, ele foi escolhido como um dos homenageados em solenidade realizada na tarde desta quinta-feira, 21, pelo Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRCGO) na sede da instituição. O evento foi conduzido pelo presidente do órgão, o contador Rangel Francisco Pinto, e foram agraciadas personalidades políticas, empresariais e outros profissionais que prestaram relevantes serviços à categoria contábil no Estado de Goiás.

Os demais homenageados foram os prefeitos da Capital e de Aparecida de Goiânia, Iris Rezende e Gustavo Mendanha, o deputado federal e pré-candidato ao governo do Estado, Daniel Vilela (todos do MDB), a jornalista e ex-deputada estadual Rachel Azeredo, que já foi assessora de comunicação do CRCGO, o professor universitário e radialista Edson Salles, a ex-deputada federal Iris de Araújo (MDB) e os deputados estaduais Lincoln Tejota (PROS) e Karlos Cabral (PDT).

Também foram homenageados o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE), Sebastião Tejota, o presidente da Câmara de Aparecida, vereador Vilmar Mariano (MDB), o coordenador da Comissão de Contabilidade Pública do CRCGO e secretário de Transparência, Fiscalização e Controle de Aparecida de Goiânia, Einstein Paniago, o presidente e o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel e Antônio Almeida, e o ex-secretário de Planejamento de Goiânia Agenor Mariano (MDB).

Contexto atual

Em seu discurso, Andrey Azeredo agradeceu a homenagem, destacou a “alegria e imensa responsabilidade de receber do CRC tamanha deferência” e ressaltou que o órgão é a segunda maior entidade classista do Estado e que “reúne profissionais que fazem o elo entre o setor produtivo e o poder público. Quem faz essa ponte é quem sabe de que maneira a legislação deve mudar. O papel de vocês cresce a cada dia, não apenas pela complexidade do nosso emaranhado jurídico vigente, mas também pela importância do contexto atual de renovação das práticas e de atualização das Leis.”

Código Tributário

Nesse sentido, o presidente lembrou que será analisado em breve pela Câmara o novo Código Tributário do Município: “Aí teremos a possibilidade de tornarmos, com um debate amplo e conjunto e com a participação deste Conselho e da sociedade, mais simples e eficaz a tributação do nosso município em busca de justiça fiscal. Precisamos planejar um código que incentive o setor produtivo a produzir mais e com responsabilidade.”

O deputado Daniel Vilela disse que a categoria contábil é essencial para a vida particular das pessoas e também para a gestão pública: “São profissionais imprescindíveis, especialmente para o bom exercício da governança pública e da transparência. Quero dizer que estamos atentos aos seus conselhos e idéias para o nosso plano de governo e às suas reivindicações, tais como a revisão de regulamentos que sejam injustos à categoria ou mesmo inconstitucionais.”

Representante político

A ex-deputada estadual Rachel Azeredo, que já trabalhou no CRCGO e vivenciou as lutas da categoria para expandir e fortalecer o órgão em todo o Estado, afirmou, agradecida: “Tenho um orgulho danado desse passado de construção de entidades como essa, na qual estive presente, onde conheci a importância da profissão, do contabilista, do contador e do técnico, e foi a partir daí que expandi a minha visão de jornalista para tratar a categoria como ela é, forte e consolidada.” Na opinião dela, os profissionais do setor devem se unir e buscar a eleição de um representante político para a categoria, principalmente, num primeiro momento, na Assembléia Legislativa. “Isso é de suma importância para as suas reivindicações e para a saúde financeira da sociedade”, concluiu.

 

Texto produzido pela assessoria de imprensa da Presidência

registrado em: