Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Andrey Azeredo prestigia comemoração de 50 anos da Escola Municipal Padre Pelágio

Andrey Azeredo prestigia comemoração de 50 anos da Escola Municipal Padre Pelágio

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 15/06/2018 23h05, última modificação 15/06/2018 23h05

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Andrey Azeredo (MDB), participou, na noite desta sexta-feira, 15, da comemoração do Jubileu da Escola Municipal Padre Pelágio, localizada no setor São José. Fundada em 1968, a instituição atende atualmente a cerca de 280 estudantes e celebra 50 anos de uma trajetória marcada pela integração à comunidade local com foco na cidadania.

A Padre Pelágio, atualmente dirigida por Adriana Silveira, é tradicional na região e conhecida por suas iniciativas educacionais de responsabilidade social como o estímulo ao plantio e consumo de hortaliças orgânicas pelas crianças, a realização dos Festivais da Primavera e Folclórico, o Sacolão Sustentável, as Festas da Família e das Crianças, o Projeto Leitura Musical, as Mostras Pedagógicas e o acolhimento diferenciado aos estudantes.

“A Escola é um espaço sagrado para a vida e a sociedade. Aqui constatamos isso no olhar, nas palavras e na história dos alunos, dos servidores e professores. As pessoas daqui gostam muito dessa Escola, que é um patrimônio do setor São José, e cuidam dela, investem tempo e dedicação, é um lugar que transborda cidadania, fraternidade e cuidado com o passado, o presente e o futuro. Desejo longa vida e cada vez mais sucesso à essa instituição e a todos que estão ligados a ela por laços não só de ensino e trabalho, mas de transformação social”, destacou Andrey Azeredo.

Iris e Padre Pelágio

Segundo dados da instituição, o Grupo Escolar Municipal da Vila São José foi fundado oficialmente com um mutirão pelo então prefeito Iris Rezende (PMDB, o atual MDB) em 30 de junho de 1968 e contava com 4 salas para as aulas e a parte administrativa. A Escola, além do suporte da Prefeitura, recebia a ajuda de muitas pessoas, com destaque para o padre redentorista alemão Pelágio Sauter, que organizou doações e outras iniciativas e por isso os moradores pediram ao prefeito que, em reconhecimento, desse o nome do benfeitor à unidade.

Destruída parcialmente por um incêndio em 12 de janeiro de 2014, foi reconstruída no mesmo ano antes do início do período letivo e tem se aprimorado ao longo das décadas com “um ensino de excelência”, como afirmou a diretora Adriana Silveira no evento.

 

Texto produzido pela assessora Polliana Martins

registrado em: