Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Câmara coleta lâmpadas visando descarte correto

Câmara coleta lâmpadas visando descarte correto

por Quezia Alcantara publicado 12/07/2018 08h43, última modificação 12/07/2018 08h43

Com a implantação da Campanha de Coleta Seletiva de Lixo no poder Legislativo, a Casa está equipada para receber entre os materiais descartáveis, lâmpadas fluorescentes e de LED, materiais que contém elementos tóxicos e poluentes. Para isso foi disponibilizado um pequeno container na cor alaranjada, no corredor de entrada do prédio, ao lado do auditório Carlos Eurico.

As lâmpadas de Light Emitting Diode (LED) que traduzido significa “diodo emissor de luz, podem causar câncer, pois contêm chumbo, arsênico e outras substâncias potencialmente perigosas. Além do câncer, podem causar outras lesões neurológicas, doenças renais, hipertensão e erupções cutâneas.

As lâmpadas fluorescentes possuem chumbo e mercúrio. Apesar de conter menor quantidade de mercúrio nesse tipo de lâmpada, esse material pode atacar o sistema nervoso, resultar em má formação embrionária, causar câncer e até morte.

No meio ambiente, quando o mercúrio é despejado de maneira irregular em rios, por exemplo, ele volatiza e passa para a atmosfera, causando prováveis chuvas contaminadas. Pode acontecer também de micro-organismos absorverem o mercúrio, tornando-o orgânico em vez de metálico. Animais aquáticos e plantas podem reter o mercúrio e assim contaminar o meio ambiente sem que exista chance de descontaminação.

A campanha foi lançada no início do mês pelo presidente da Casa, Andrey Azeredo (PMDB) juntamente com o vereador Gustavo Cruvinel (PV), presidente da Comissão de Meio Ambiente, que idealizou o projeto. Além dos servidores, podem ser beneficiados com o coletor de lâmpadas, os visitantes do poder Legislativo.