Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Câmara exibe fachada na cor laranja em apoio a movimento da ONU pelo fim da violência contra as mulheres

Câmara exibe fachada na cor laranja em apoio a movimento da ONU pelo fim da violência contra as mulheres

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 23/11/2017 21h39, última modificação 23/11/2017 21h39

Em apoio à Campanha “Pinte o Seu Município de Laranja – Pelo Fim da Violência Contra Mulheres e Meninas”, coordenada globalmente pela Organização das Nações Unidas para as Mulheres (ONU Mulheres), a Câmara Municipal de Goiânia passará a ter, durante alguns dias, a sua fachada iluminada pela cor laranja. Neste ano, a mobilização adotou o lema “Não deixar ninguém para trás: acabar com a violência contra as mulheres e meninas”.

A iniciativa de apoio à Campanha partiu da Presidência da Câmara e a iluminação externa será iniciada hoje, 22 de novembro. “Tenho estudado muito a causa da igualdade de direitos entre os gêneros e o combate à violência contra as mulheres em todas as suas formas. Com os eventos da “Não Vai Ter Psiu!”, campanha de minha autoria criada para combater a violência e valorizar as mulheres, temos reunido e mobilizado autoridades, especialistas, estudantes e a sociedade para discutir com clareza e coragem as injustiças e crimes sofridos pelas mulheres, como preveni-los, combatê-los e acolher as vítimas”, ressaltou o presidente da Casa, vereador Andrey Azeredo (PMDB), que acrescentou: “Essa iluminação laranja carrega um forte simbolismo, mostra que apoiamos as causas femininas e essa Casa está comprometida com a luta por uma sociedade mais justa”.

Com a iluminação, a Câmara junta-se a monumentos, prédios públicos e cartões-postais do País e do mundo que foram iluminados em adesão à iniciativa, como o Cristo Redentor e o Elevador Lacerda, dentre outros. No ano passado, 105 países participaram da ação. No Brasil, a mobilização começou na segunda-feira, 20 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres.

 

Com informações da assessoria da Presidência

registrado em: