Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Câmara Municipal participa da campanha de Natal dos Correios

Câmara Municipal participa da campanha de Natal dos Correios

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 21/11/2018 10h50, última modificação 21/11/2018 10h50

A Câmara Municipal de Goiânia participa, pelo segundo ano consecutivo, ‪da campanha natalina “Papai Noel dos Correios”. De iniciativa do presidente da Casa, o vereador Andrey Azeredo (MDB), a adesão repete a parceria ‬inédita estabelecida entre a Câmara Municipal e os Correios no ano passado nesta mobilização que distribui cartas enviadas por crianças carentes da Capital.

Até o momento, mais de 200 cartas já foram entregues para vereadores e servidores da Câmara e muitas ainda estão disponíveis para serem adotadas. Quem escolhe uma cartinha tem a chance de realizar o pedido de Natal de uma criança presenteando-a. No próximo 6 de dezembro, às 16h, os presentes do pessoal do Legislativo goianiense serão entregues oficialmente, na Casa, para o superintendente estadual de Operações dos Correios em Goiás, Osmar Caldeira Junior, que estará acompanhado do Papai Noel da instituição e do mascote Carteirito.

“Essa campanha afetuosa existe há mais de 26 anos no País e já trouxe alegria e carinho a milhares de crianças. Em 2017, a árvore de Natal da Câmara ficou rodeada por centenas de presentes que representaram o espírito solidário desta Casa. Este ano vamos repetir a dose. É como se abraçássemos cada um desses pequeninos, meninas e meninos que vão sorrir muito ao receber esses presentes e perceber que há, em algum lugar, uma pessoa desconhecida que leu as palavras deles e se dedicou a agradá-los”, afirmou Andrey Azeredo.

Segundo os Correios,‪ apenas nos últimos três anos foram recebidas mais de 2,6 milhões de cartas destinadas à campanha, que estimula as crianças a escreverem e dissemina valores como a solidariedade. Além das cartas das crianças que escrevem diretamente ao Papai Noel, participam da campanha estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

 

Texto produzido pela assessora Polliana Martins

registrado em: