Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Criada Campanha de Prevenção de Acidentes do Trabalho, ou Abril Verde

Criada Campanha de Prevenção de Acidentes do Trabalho, ou Abril Verde

por Antonio Ribeiro dos Santos publicado 08/02/2018 12h30, última modificação 08/02/2018 14h43

Em segunda e última votação, o plenário aprovou hoje (8) o projeto do vereador Emilson Pereira, PTN, instituindo em Goiânia a campanha de promoção para a prevenção aos acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, denominada "Abril Verde". O autografo de lei será agora encaminhado ao prefeito Iris Rezende, MDB, para veto ou sanção. 

Pelo projeto, o evento para a campanha sobre a prevenção dos acidentes de trabalho será realizada no dia 28 de abril, o chamado Dia D. Mas a campanha será realizada durante todo o mês de abril, anualmente, integrando o calendário oficial de datas e eventos de Goiânia.

"Nosso objetivo principal é conscientizar a população e a sociedade civil sobre a importância da prevenção desses acidentes. Vamos, portanto, divulgar os direitos relativos não só à segurança mas também sobre medicina do trabalho", esclarece o vereador.

Emilson Pereira lembra que seu projeto permite ao poder público municipal celebrar parcerias com outras entidades governamentais e com a iniciativa privada com a finalidade de organizar as atividades relativas à Campanha do Abril Verde, entre eles, Comissão Interna de Prevenção e Acidentes, sindicatos de trabalhadores e patronais.

MORTES

Sobre a escolha do mês de Abril a campanha o vereador lembra nele se comemora no dia 7, o Dia Mundial da Saúde e no dia 28, Dia Mundial em Memórias às Vítimas de Acidentes do Trabalho, proposta pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"A cor verde foi escolhida como símbolo por estar relacionada aos cursos da área de saúde. O mais grave de tudo é que estimativas apontam que cerca de 2,34 milhões de pessoas morrem no mundo a cada ano em acidentes do trabalho. No Brasil, são mais de três mil mortes, sem contar os 14 mil que ficam incapacitados permanentemente, de acordo com dados da Previdência Social. Nossa intenção é zelar pela saúde e segurança do trabalhador", finalizou Emilson Pereira.