Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Policarpo discute com Ministério Público providências para convocar aprovados em concurso público

Policarpo discute com Ministério Público providências para convocar aprovados em concurso público

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 07/02/2019 10h15, última modificação 08/02/2019 12h22
Legislativo e Promotoria vão construir solução conjunta para garantir ingresso de candidatos aprovados

Texto produzido pela assessoria da Presidência

O presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo (PROS), se reuniu na tarde desta quarta-feira (6/2) com a promotora de Justiça Marilda Helena, da 39.ª Promotoria de Justiça do Ministério Público de Goiás (MP-GO) para discutir a tomada de providências para garantir a convocação dos candidatos aprovados no último concurso público realizado pelo Poder Legislativo.

"A reunião foi muito produtiva e começamos agora a caminhar, definitivamente, para uma solução. Nessa reunião com a promotora Marilda Helena, Câmara de Goiânia e Ministério Público firmaram o compromisso de encontrarmos um denominador comum para que possamos efetivar a convocação dos aprovados", disse o presidente Romário Policarpo. A mesa diretora da Casa vai apresentar uma proposta de convocação que contemple as recomendações do MP-GO.

A Câmara de Goiânia e o Ministério Público vão trabalhar em conjunto para garantir a cumprimento da recomendação da Promotoria pelo atendimento ao quantitativo de vagas reservadas para portadores de deficiência. "Temos todo o interesse em garantir o cumprimento da recomendação, assim como é prioridade garantir que o concurso realizado seja concluído", afirma o presidente da Câmara de Goiânia.

O concurso, realizado no ano passado, aprovou candidatos para 75 vagas em cargos efetivos de níveis médio, técnico e superior. O certame foi homologado no dia 22 de novembro. "Ampliar o quadro de servidores efetivos da Casa é prioridade de nossa gestão e garantia de mais qualidade da ação legislativa", afirma Romário Policarpo. "Por isso nossa prioridade é construir uma solução", disse.

registrado em: