Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Presidente da Câmara fala sobre aplicativos de transporte, direitos das mulheres e contratação de estagiários

Presidente da Câmara fala sobre aplicativos de transporte, direitos das mulheres e contratação de estagiários

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 07/03/2018 20h08, última modificação 07/03/2018 20h08
Na manhã desta quarta-feira, 7 de março, o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, o vereador Andrey Azeredo (MDB), concedeu entrevista ao vivo para o Jornal Bandeirantes. Por cerca de 40 minuto ele foi entrevistado pelos jornalistas Adolfo Campos e Rosane Kotoski nos estúdios da Rádio Bandeirantes 820 AM. 
Na entrevista, Andrey Azeredo também falou de política, sucessão estadual, tributos, transporte e sobre a administração municipal. Franco e direto, ele respondeu a todos os questionamentos dos jornalistas e dos ouvintes com clareza e frisou, por diversas vezes, que sua atuação como gestor público, no passado, e agora, como vereador e presidente do Poder Legislativo Municipal, sempre foi pautada pela transparência e pela legalidade em todos os atos. Saiba mais sobre a opinião do presidente a respeito dos principais temas tratados na entrevista: 
      Regulamentação dos aplicativos de transporte individual 

 “Não entramos no debate até agora, em 2018, porque no ano passado realizamos um seminário nacional na Câmara, proposto por mim, para tratar dessa questão. Coincidentemente, no dia do seminário, o presidente da Câmara dos Deputados em Brasília, Rodrigo Maia, desengavetou um projeto que estava parado e votou naquele dia a regulamentação, proibindo, na prática, na época, o uso dos aplicativos por veículos particulares e o permitindo só para os taxistas. Naquele momento, tivemos a prudência e a responsabilidade, conversando com os demais vereadores, de sobrestar qualquer andamento desde assunto na Casa até que fosse resolvida essa questão no Congresso Nacional. Na semana passada, ela foi resolvida e estamos aguardando a sanção ou veto do presidente Temer para saber, de fato, como a Lei terá sua conformação final para, em seguida, fazermos a apresentação de um projeto que busque atender a sociedade goianiense garantindo a ela o direito de escolha mas também permitindo a livre concorrência com garantias tanto para os aplicativos como para os taxistas.”
      Defesa e valorização da Mulher 
“A campanha “Não Vai Ter Psiu!”, de minha autoria e que visa o combate a todas as formas de assédio contra as mulheres, já está com sete edições e volta amanhã, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), a partir das 19h, na área 1 da PUC no Setor Universitário. Hoje, na Câmara, temos uma Sessão Especial do Dia da Mulher a partir das 10h na qual as mulheres escolhidas pelos vereadores serão homenageadas pelo trabalho de destaque em nossa cidade. Mas não podemos ficar apenas na “Semana da Mulher”, vejo que a luta pela valorização e respeito aos direitos das mulheres tem que ser diária. Infelizmente, temos números absurdos: Goiás é o segundo Estado, no País, com maior número de homicídios de mulheres. De cada 100 delas, 8,4 são assassinadas, segundo dados do Senado Federal. Ainda temos um número imenso de feminicídios, na maioria praticados pelo companheiro da vítima. E quase sempre por um único motivo: um pedido de separação ou a própria separação. Nesses casos, ela não é compreendida nem respeitada pelo companheiro e termina assassinada. Isso só mudará com a conscientização, com a educação de todos, principalmente de nós, homens, e em especial dos meninos. Dessa maneira, teremos a formação de uma nova geração que, de fato, respeite, acima de tudo, as escolhas das mulheres.” 
      Contratação de estagiários para a Câmara 
“A Câmara de Goiânia inova. Ela passa a ser a 1ª Casa Legislativa de uma capital brasileira com processo seletivo, público e transparente para a seleção dos estagiários. A partir do mês que vem deverá ser publicado o edital com as regras para a seleção. Vamos avaliar a nota e o histórico escolar desses jovens, sejam universitários ou do ensino médio, bem como a nota da instituição de ensino que eles frequentam. Feita essa média, haverá a classificação e serão chamados aqueles que obtiverem as maiores pontuações. Dessa forma, poderemos, de acordo com os cursos correlatos com as atividades da Casa, fazer a seleção desses estudantes dando ampla oportunidade de participação a todos e atendendo a algo essencial: o princípio constitucional da impessoalidade. Ao mesmo tempo, os selecionados terão a oportunidade de aprimorar a sua formação conhecendo a fundo o processo político e como os vereadores trabalham pela cidade. Ressalto que os estagiários da Câmara trabalham muito. E temos, inclusive, um responsável por acompanhar esses estágios dentro da Casa porque trata-se de uma solicitação das instituições de ensino para que elas possam avaliar se o estudante teve o desempenho adequado naquilo que ele precisa aperfeiçoar. Nós buscamos fazer com que cada um atue na sua área de formação desempenhando, ao máximo, a sua capacidade e também aprendendo tudo o que for possível dentro daquilo que o estagiário se propõe a compreender estando ali.”

Com informações da assessoria de imprensa da Presidência
registrado em: