Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Presidente da Câmara participa da inauguração da primeira Central de Libras de Goiânia

Presidente da Câmara participa da inauguração da primeira Central de Libras de Goiânia

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 04/12/2017 18h10, última modificação 05/12/2017 08h49

       O presidente da Câmara Municipal, vereador Andrey Azeredo (PMDB), participou, na manhã desta segunda-feira, 4, de um acontecimento histórico para a Capital: a inauguração da primeira Central de Interpretação da Língua Brasileira de Sinais (Libras) de Goiânia. A iniciativa foi da Superintendência de Direitos à Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA) em parceria com a Secretaria Cidadã do governo estadual e vai beneficiar milhares de pessoas dando suporte em consultas de saúde, audiências judiciais e outros serviços. 

        A solenidade reuniu o prefeito Iris Rezende, os titulares das secretarias Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA) e Cidadã, Filemon Pereira e Leda Borges, respectivamente, os vereadores Anselmo Pereira e Cristina Lopes (ambos do PSDB), secretários municipais e membros de organizações ligadas aos portadores de necessidades especiais. 

      "Estou aqui representando o Poder Legislativo Municipal e os vereadores e trazendo a nossa grata satisfação em ver políticas públicas positivas e inclusivas,  reais e necessárias, sendo implementadas. Também estamos fiscalizando as ações pertinentes, não apenas essa que a SMDHPA implantou hoje. Precisamos ter calçadas padronizadas e acessíveis, a implantação do piso tátil em toda a cidade garantindo o ir e vir de quem tem problemas de visão ou mobilidade reduzida, retirar obstáculos que existem nas calçadas, rebaixar os meios-fios para proporcionar a travessia nas faixas de pedestres para cadeirantes, dente outras ações", afirmou Andrey Azeredo. 

       Câmara acessível 

       O presidente também ressaltou a preocupação da Câmara com as questões da acessibilidade plena: "Está em andamento uma licitação para garantir o acesso a todos os pavimentos e a quaisquer locais da Casa. Além disso, no próximo concurso da Câmara teremos vagas para profissionais de Libras para que todas as nossas transmissões, eventos e audiências sejam acompanhados por aqueles que têm necessidades especiais auditivas."

       O prefeito Iris Rezende e o secretário Filemon Pereira destacaram a importância da Central inaugurada para os surdos e deficientes auditivos da Capital, a busca da administração municipal por uma cidade mais inclusiva e acessível e afirmaram que a Central poderá ser ampliada conforme a demanda. Parceira da iniciativa, a secretária de Estado Leda Borges entregou para a Prefeitura um carro zero km que fará o deslocamento dos intérpretes de libras para dar suporte aos portadores de deficiência auditiva.

       Segundo dados da SMDHPA, Goiânia tem mais de 25 mil pessoas surdas ou com deficiência auditiva. A nova Central, que tem similares em funcionamento nas cidades de Trindade e Formosa, conta com equipamentos doados pelo Estado. Já o local de funcionamento e o pessoal especializado foram cedidos pela Prefeitura. 

 

      Não Vai Ter Psiu! 

       A secretária Leda Borges, em seus agradecimentos e dirigindo-se a Andrey, fez questão de elogiar a campanha "Não Vai Ter Psiu!" de autoria dele: "Quero cumprimentar o presidente Andrey, que tem feito um trabalho brilhante com o projeto "Não Vai Ter Psiu!" que combate o assédio contra as mulheres, não só sexual, mas também o moral, e tem sido levado às universidades. Parabéns pelo seu trabalho à frente da Câmara e por esse projeto importante para nós, mulheres."

Com informações da assessoria da Presidência

registrado em: