Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Presidente da Câmara recebe comissão de aprovados para debater liminar que suspendeu o concurso

Presidente da Câmara recebe comissão de aprovados para debater liminar que suspendeu o concurso

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 06/12/2018 17h25, última modificação 06/12/2018 18h17

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Andrey Azeredo (MDB), recebeu, nesta manhã de quinta-feira, 6, às 11h, na Sala de Reuniões da Presidência, uma comissão de aprovados no concurso publico da Casa para debater e tirar dúvidas sobre a liminar pedida pelo Ministério Público (MP – GO) e atendida, parcialmente, pelo juiz Fabiano Aragão Fernandes, que determinou a suspensão do certame e que interrompe qualquer ato convocatório até o julgamento final da ação por questionar a quantidade de vagas destinadas aos portadores de deficiências. Andrey convidou para o encontro o presidente da Comissão do Concurso, vereador Anselmo Pereira (PSDB), e o presidente eleito da Câmara para o biênio 2019/2020, vereador Romário Policarpo (Pros).

Andrey afirmou aos aprovados que “vamos recorrer da decisão liminar, já determinamos à Procuradoria da Casa que elabore a peça e estabelecemos um compromisso com vocês, assim como temos um compromisso com a toda a sociedade. Temos trabalhado pela transparência, lisura e conclusão do concurso, garantindo, aos que participaram e aos aprovados, a finalização adequada com o chamamento. Espero que isso ocorra em breve. Se houver a determinação judicial para que façamos adequações, da minha parte, enquanto presidente, estaremos à disposição, já expressei isso formalmente ao MP e disse ao Judiciário. Queremos concluir tudo o mais rápido possível, recebendo aqui os aprovados e dando ainda mais qualidade, já com esses novos servidores, ao trabalho que fazemos aqui para a sociedade.”

Defesa do concurso

Policarpo disse que “nossa idéia é seguir, obviamente, o que o atual presidente vai deixar aqui. Ele fez esse certame que era esperado por todos os vereadores e vamos manter, acatar os prazos e defender os recursos que ele colocará nessa ação. Vamos insistir nesse concurso porque tenho a convicção de ele foi feito de forma correta”. Anselmo declarou que “acompanhamos todos os trâmites, a transparência, a escolha da Universidade Federal de Goiás (UFG), verificamos tudo no decorrer do processo e acompanhamos as diligências ao MP. Nós queremos tranqüilizá-los e dizer que esta Casa não vai se acovardar, todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas pelo presidente Andrey. Nós queremos vocês como nossos funcionários.”

Transparência e credibilidade

Ao final da reunião, Andrey enfatizou que a Câmara respeita o posicionamento do MP, apesar de discordar dela com veemência, e garantiu, novamente, a adoção de “todas as medidas legais cabíveis para que essa decisão, que é precária, já que é uma liminar, seja revista o mais rápido possível. Fizemos um concurso e contratamos uma instituição séria, transparente e com muita credibilidade, que é a UFG, confiamos na qualidade do trabalho feito pela instituição, e, com relação ao percentual de vagas previstas para deficientes, entendemos, pelo que consta do edital e pelo que foi trazido pela assessoria técnica, que atendemos à legislação. Não acredito que haverá a anulação do concurso, uma vez que mais de 47 mil pessoas foram inscritas, foi realizado em duas fases com total transparência e seriedade e muita credibilidade. Os aprovados são fundamentais para essa Casa.”

 

Texto produzido pela assessora Polliana Martins

registrado em: