Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Notícias / Vereadores repudiam suspensão do recebimento de contas de luz pela Caixa

Vereadores repudiam suspensão do recebimento de contas de luz pela Caixa

por Antonio Ribeiro dos Santos publicado 12/07/2018 11h55, última modificação 12/07/2018 12h42

Por iniciativa do vereador Emilson Pereira, Podemos, foi formada uma Comissão Suprapartidária na Câmara para discutir com a superintendência da Caixa, em Goiânia, a suspensão do recebimento das contas de luz pela Caixa e lotérias, conforme anunciou a empresa Enel, que assumiu o controle da Celg Distribuidora.

O assunto foi levado à tribuna por Emilson, mas ganhou o apoio da maioria dos vereadores presentes à sessão, entre oposição e base aliada. Segundo ele, trata-se de uma medida descabida, "uma brincadeira de mau gosto com o consumidor mais humilde, aposentado, cadeirante e pobre".

O vereador do Podemos frisou ainda que "essa medida vai afetar sensivelmente a vida do maior patrimônio da Caixa: seu servidor, que está desmotivado. Parece que tais medidas visam apenas uma coisa, pelo pessoal de Brasília, privatizar a Caixa e aumentar mais ainda os lucros dos bancos privados". Emilson explicou que "o consumidor vai pagar R$2,8 a mais da tarifa quando for pagar a conta em outro banco. A Enel alega que não renovou o contrato porque tal valor iria encarecer em 30%. Isso é pura balela".

REPERCUSSÕES

Diversos vereadores manifestaram-se sobre o assunto. "É lamentável esse retrocesso. Nada justifica esse absurdo, pois visa apenas o lucro puro e simples. Temos que nos mobilizar contra essa violência", afirmou Elias Vaz, PSB. Cristina Lopes, PSDB, por sua vez, lembrou que "a Caixa é um patrimônio do País. A suspensão desse contrato pode significar inclusive a suspensão de programas sociais, esportivos bancados pela instituição. Portanto, é um crime de lesa-pátria".

Jorge Kajuru, PRP, Paulo Magalhães, PSD, Alysson Lima, PRB, Anderson Sales-Bokão, PSDC, também fizeram pesadas críticas à CEF e à Enel. "Esta Casa não pode ficar parada. Te mos que mobilizar em defesa do cidadão e desse importante patrimônio público", frisou Paulo Magalhães.

"Repudio totalmente essa decisão de suspender o atendimento na Caixa para quem quer pagar sua conta de luz", enquanto Jorge Kajuru disse: "Temos que exigir a revisão desse absurdo. Trata-se de um crime contra a economia do Estado, clientes e funcionários da Caixa".

Integram a Comissão Suprapartidária os seguintes vereadores: Emilson Pereira, Podemos, Léia Klébia, PSL, Paulo Daher, DEM, Anderson Sales Bokão, PSDC, Anselmo Pereira, PSDB, Elias Vaz, PSB, e Paulo Magalhães, PSD,