Andrey Azeredo apresentará amanhã balanço de sua gestão como presidente da Câmara

por Marcos Teixeira Wanderley publicado 19/12/2018 12h58, última modificação 19/12/2018 12h58

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Andrey Azeredo (MDB), apresentará, na manhã desta quinta-feira, 20 de dezembro, durante a última Sessão Ordinária do ano, no Plenário, um balanço das principais ações da Presidência do Legislativo no biênio 2017/2018. “Realizamos muito, foi uma gestão à altura de Goiânia que respeitou, acima de tudo, a confiança depositada em nós pelos cidadãos”, afirmou o presidente.

Andrey destacará temas como a transparência dos atos, acessibilidade, interação com a sociedade nas redes sociais, produtividade dos vereadores, austeridade na gestão dos recursos, redução de custos, devolução de dinheiro para o Executivo, atendimento às metas estabelecidas, realização de processo seletivo para estagiários e de concurso público, aprimoramento da infraestrutura do prédio, geração de condições para que parlamentares e servidores desempenhassem seus trabalhos com qualidade e eficiência, comissões de inquérito instaladas, quórum de maioria absoluta e as pautas cheias com votações diárias, dentre outros.

Dinheiro do Povo

“Como presidente, tenho o dever de fazer a prestação de contas dos recursos e das ações desenvolvidas na Câmara e o farei durante a Sessão no Plenário, na forma regimental, para todos os vereadores, a imprensa e a sociedade. Vou demonstrar o cuidado que tivemos, durante esses dois anos, de dar acessibilidade a todas as informações da Casa a tempo e a hora. Hoje, qualquer empenho e ordem de pagamento que é realizado é imediatamente lançado no site. Tudo isso para que os goianienses possam saber como e onde o dinheiro deles está sendo gasto”, enfatizou Andrey.

Independência e igualdade

O presidente ainda frisou que o balanço vai confirmar a independência e o caráter legalista e fiscalizador do Legislativo: “Tivemos um biênio de trabalho hercúleo. Foram mais de 940 Projetos de Lei apresentados pelos vereadores e apenas 62 apresentados pela Prefeitura, o que demonstra uma Legislatura extremamente atuante. Fizemos um concurso público, chamamos aprovados do certame de 2006 e realizamos um processo seletivo pioneiro no País para estagiários, acabando com aquele apadrinhamento e clientelismo que existia no passado e gerando oportunidades iguais.”

 

Texto produzido pela assessora Polliana Martins

registrado em: