Vereadores pedem ao Prefeito medidas de prevenção contra coronavírus

por antonio-rs — publicado 12/03/2020 12h09, última modificação 12/03/2020 12h09

Na sessão de hoje (12) da Câmara, a pandemia do covid-19 (coronavírus) foi um dos assuntos mais debatidos pelos vereadores. Vários fizeram requerimentos pedindo providências ao prefeito Iris Rezende, MDB, sobre a adoção de medidas emergenciais para se enfrentar o problema na capital. O vereador Andrey Azeredo, MDB, por exemplo, propôs a formação de uma comissão de parlamentares goianienses para exigir das Secretarias de Saúde do Estado e do município adoção de imediatas medidas de atendimento e controle da doença, bem como medidas de prevenção.

Já Gustavo Cruvinel, PV, quer realizar na Câmara uma audiência pública para debater com as autoridades municipais as ações que a Prefeitura está tomando ou pretende tomar em relação ao coronavírus. "Diante do crescente número de pessoas contaminadas pelo vírus torna-se necessário uma discussão responsável e séria sobre o assunto, como forma de não causar pânico na população, mas sim orientar e cuidar com ações preventivas", defendeu Cruvinel.

Em requerimento, a vereadora Sabrina Garcêz, sem partido, solicitou ao Prefeito informações sobre o tipo de protocolo que será adotado em relação aos atendimentos em órgãos públicos, centrais de atendimento, centros de saúde, hospitais, escolas, transporte público, espetáculos e eventos esportivos. "Um protocolo que atenda não só cidadão comum, mas também aos servidores e trabalhadores municipais. Esse protocolo é uma exigência da Organização Mundial da Saúde, como forma de evitar pânico entre a população", cobrou Sabrina

VACINAÇÃO

Por sua vez, o vereador Dr Gian, PSB, sugerir à Mesa Diretora da Câmara medidas para fins de prevenção à infeção e propagação do coronavírus, "como providência para evitar o alastramento do vírus". Nesse sentido, o vereador sugeriu à Mesa Diretora que seja disponabilizado álcool gel para cada gabinete, limpeza realizada com água sanitária, entre outros procedimentos.

Dr Gian solicitou também à secretária municipal da Saúde, Fátima Mrué, a antecipação da vacinação contra o influenza A (gripe H1N1) para a população goianiense, bem como para servidores da Câmara. "No caso dos servidores desta Casa, essa medida é fundamental pelo fato desses trabalhadores ter contato com diversas pessoas, estando, portanto, expostas com mais intensidade ao risco de contaminação", frisou.